< Lista de Assuntos
Imprimir

Orientações gerais sobre o uso de plataformas de vídeo-conferências

Orientações gerais sobre o uso de plataformas de vídeo-conferências

GOOGLE MEET

O Meet é a plataforma adotada institucionalmente para as atividades síncronas de ensino. Trata-se de um serviço de videoconferência bastante inclusivo e, portanto, a versão que temos acesso do GSuite possui poucas travas de segurança. Em agosto/20 a Google anunciou diversas melhorias no Meet que o tornarão mais robusto e seguro. Veja a notícia completa em: https://blog.google/outreach-initiatives/education/the-anywhere-school-meet-classroom-updates/

Ainda não há no Meet a opção de “silenciar” todos os participantes em um único botão; também qualquer usuário do domínio @unicamp.br, independentemente da Unidade, pode acessar a aula/evento, dispondo do link ou do nome da sala. Por outro lado, o Meet não aceita/permite o acesso de pessoas que não sejam da Unicamp, sem que seja dada autorização pelo criador da sala.

Veja a seguir algumas sugestões simples para tornar a sua aula ou evento mais seguro:

1. Ao criar a sala pelo Google Classroom ou Google Agenda do GSuite institucional garanta que sua Agenda Google não está pública;

2. Dê um nome representativo para a aula/evento: nomes simples (“aula”, por exemplo) podem ser repetidos por
outros usuários e, portanto, identificados e acessados mais facilmente;

3. Combine com os estudantes o acesso sempre utilizando o email institucional da Unicamp, ou seja, não autorize o acesso de pessoas com nomes e/ou e-mails desconhecidos;

4. Ative a gravação da reunião desde o início; para isso, avise/solicite aos participantes;

5. Não torne públicas as salas de suas aulas e videoconferências; evite, portanto, o compartilhamento do endereço (link) da chamada em páginas web ou redes sociais;

6. Conheça os recursos do Meet para silenciar ou remover um participante (veja a explicação a seguir);

7. Em caso de eventos, realize uma pré-inscrição e divulgue o link para o email dos inscritos;

8. Em todas as aulas e eventos, tenha um registro dos participantes.

Nota: a sala continua aberta e funcionando mesmo quando o organizador interrompe sua participação.

Veja a seguir como REMOVER ou SILENCIAR um participante no Google Meet.

Remover um participante
O organizador (anfitrião) da videochamada pode remover algum participante, se necessário. Em uma videochamada, na lista de participantes, ao lado do nome, clique na seta para baixo e depois em Remover. Um participante removido não consegue acessar novamente a mesma sala.

Desativar o som do microfone de um participante
Se houver microfonia ou ruídos de fundo durante uma videochamada, o organizador pode desativar o som dos microfones de outras pessoas. Para desativar o som de alguém, vá até a lista de participantes, ao lado do nome da pessoa, clique na seta para baixo e depois em Desativar som . A própria pessoa poderá ativá-lo a qualquer momento.

Por motivos de privacidade, não é possível ativar o som de outra pessoa. Peça para o participante ativar o próprio som.

Você pode conhecer mais do Google Meet em: https://support.google.com/meet/?hl=pt-BR#topic=7290350

 

OUTRAS PLATAFORMAS DE VIDEOCONFERÊNCIAS

Como são diferentes as funcionalidades nas várias plataformas existentes, nossas principais recomendações de segurança é que sejam verificadas as configurações da plataforma para reduzir as permissões:

– para compartilhamento de tela (apenas o anfitrião);
– controle/autorização para entrar na sala;
– controle de fala e imagem (anfitrião autorizado a vetar participação);
– controle de presença (anfitrião autorizado a remover participante).

Por fim, organize a dinâmica da reunião previamente, preferencialmente habilitando somente o microfone de quem fala, para evitar interferências de outros sons. Claro, considere que esta funcionalidade pode não estar disponível em todas as plataformas.

A plataforma Teams está disponível institucionalmente via pacote office365. A UNICAMP também tem usado a plataforma ZOOM em reuniões administrativas e eventos.

Versão em PDF

Anterior Algumas dicas sobre Ensino e Aprendizagem digital
Próxima Orientações sobre a organização de estudos não presenciais para alunos (SAE)
Sumário