Os tutores na educação superior a distância: análise das dissertações e teses no portal Capes no período de 2006-2012

Download

- Estrelas (0)

3 Downloads

Dono: Rafael Bermudi

Versão: 1.0

Última Atualiz.: 29-10-2018 16:12

Compartilhar
DescriçãoVisualizarVersões

O processo de expansão e democratização da educação superior no país, nas últimas décadas, com as reformas universitárias implantadas pelo Estado, tem provocado acirrados debates sobre os rumos da universidade. É no bojo dessas reformas que a educação a distância (EaD) em nível superior começa a se expandir, pois é entendida como estratégica para democratizar o acesso à educação superior, em virtude das possibilidades advindas do aprimoramento das tecnologias da informação e comunicação (TIC), a partir dos anos 1990. Desde então, sua qualidade tem sido muito questionada, pois, com a expansão da educação superior via EaD, ampliam-se, também, os problemas de atendimento e de demanda, com implicações no trabalho docente. E quando pensamos a expansão e a qualidade na EaD, é impossível secundarizarmos a figura dos tutores, pois o papel e a atividade que executam suscitam questões importantes para o desenvolvimento de nossa compreensão sobre essa educação não presencial. Assim, nosso objetivo com o presente estudo é analisar as dissertações e teses pesquisadas no portal Capes, no período 2006- 2012 para compreendermos como os autores situam o trabalho dos tutores na EaD que atuam na área da educação nas intuições vinculadas à UAB, no que se refere a aspectos como identidade profissional, formação, condições de trabalho, dentre outros. Para tanto, propomos a seguinte questão norteadora: considerando a análise das dissertações e teses produzidas no portal Capes, do período 2006-2012, o que podemos dizer sobre os tutores da EaD, entendidos como sujeitos fundamentais por interagirem diretamente com os alunos nos polos presenciais e no ambiente virtual de aprendizagem? Na metodologia, adotamos dois tipos de pesquisa: documental e bibliográfica. Na pesquisa documental, procedemos à análise de documentos escritos (leis, decretos, portarias, editais, estatísticas e outros), procurando verificar os avanços e as perspectivas para a EaD no Brasil com o aprimoramento das TIC. Na pesquisa bibliográfica, além da leitura de autores como Castells, Schaff, Frigotto, Belloni, Barreto, Dourado, Santos, Toschi e Valente, que nortearam nosso estudo, analisamos dissertações e teses, selecionadas no portal Capes, considerando o período 2006- 2012. Na análise que desenvolvemos, predominantemente qualitativa, atentamos para questões oriundas das concepções dos autores sobre a EaD, principalmente sobre aspectos inerentes ao trabalho dos tutores, suas especificidades, seus enfoques teórico-metodológicos, o que nos possibilitou a construção de um quadro geral em relação às discussões acerca do tema. A análise do Estado da Arte sobre estudos que envolvem tutores em EaD que atuam na área da educação nas IES integrantes da UAB nos possibilita afirmar que existem poucas dissertações e teses no portal Capes sobre tutores em educação nas IES integrantes da UAB; muitos autores destacam a importância dos tutores para a qualidade da EaD, de modo que alguns defendem sua função como docência, mas poucos trabalhos tratam sobre formação e condições de trabalho desses profissionais; em alguns estudos, predomina o discurso sobre a necessidade de os tutores e/ou professores na EaD se adaptarem aos avanços tecnológicas, tidos como significativos para o desenvolvimento da educação, e de saberem lidar com as ferramentas utilizadas nos processos.

Comentários estão fechados.